Fotografar é comum, agora é preciso "fotografar" em 3D.


O Brasil começa a adentrar a Indústria 4.0, aumentando o nível de automação e possibilitando novas formas de organização dos sistemas de produção. As tecnologias de captura 3D ainda vêm sendo aperfeiçoadas para atender a fins específicos inerentes a diferentes setores produtivos.

A utilização de modelos tridimensionais (3D) vem dinamizando cada vez mais os processos industrias. Muito já se ouve a respeito da utilização de técnicas da impressão 3D (por deposição, aglutinação ou estereolitografia, entre outras). No entanto, ainda é recente a incorporação da digitalização 3D como ferramenta na produção. 

Ouve-se que o produto foi “modelado em 3D”, mas não que foi “digitalizada em 3D”. Muito se fotografa hoje em dia, mas pouco se digitaliza em três dimensões.