Na indústria de produtos/máquinas


- Construir protótipos para moldes;

- Transferir protótipos físicos para o 3D;

- Fabricar aquela peça que não se encontra mais em nenhum fornecedor;

Essas são algumas das possibilidades em que se a digitalização 3D otimiza o trabalho.


Pela engenharia reversa é possível digitalizar a peça que sofreu avaria, ou que não é mais encontrada no fornecedor, mesmo que em parte e reproduzir digitalmente as suas medidas. Após a digitalização usamos a modelagem 3D para fazer os ajustes da forma. E quando a peça estiver conforme desejado é só confeccionar o protótipo com a técnica mais adequada, pensada em conjunto com o cliente.